Gerundismo exagerado

Então o médico fala ao paciente:

- Eu vou mexer só um pouquinho no seu dedo para saber o quanto ele está doendo, tá bom? Dói aqui? (Clec!)

Um grito ecoa pelos corredores do hospital, assustando crianças e adultos na sala de espera, trincando ampolas, frascos de xaropes e vidros de janelas, soando alarmes de carros nos estacionamentos numa sinfonia disforme, assustando pássaros e gatos empoleirados em árvores e estátuas, detectando os sismógrafos da capital um abalo significativo a quilômetros de lá e fazendo uma nave alienígena que passava pelo sistema solar olhar com mais cuidado para o planetinha que pensava desabitado.

- Ok, não precisa responder, eu já entendi – diz o médico.

Postar um comentário