Destaques da 23ª semana de 2010

1. Assisti esta semana o último episódio da série Luther, da BBC One, que mostra como um final de série pode ser emocionante, moderno e inteligente ao mesmo tempo. Um alívio para os que achavam que de agora em diante os series finales seriam só aquelas coisas intragáveis e sem nexo de Lost. O que mais me chamou atenção nos 6 episódios, além da trama com altas doses de tensão, da vilã sexy e psicótica, dos bandidos com cara de gente como a gente, foram os diálogos de Luther fora do estereótipo do tira burro: mesmo ele sendo um policial, raciocina sobre literatura, filosofia, medicina, psicologia, etc, como se fosse um papo de boteco. A BBC One chama Luther de "dark psychological crime thriller that takes a bold new look at the detective genre", mas eu chamo de obra de arte. Uma segunda temporada não fará falta, pois o final da primeira não deixou nada solto, mas se manterem a qualidade do roteiro, será muito bem-vinda. Eu, que já era fã das séries britânicas desde Life on Mars (que gerou o clone americano) e State of Play (que gerou o filme homeopático com Russell Crowe e Ben Aflleck) agora admito que série boa mesmo tem que ser inglesa.



2. Para os que já conhecem as palestras do TED, encontrei por acaso esta semana a versão brazuca dele, o TEDx São Paulo. Agora, para saber se os palestrantes são do mesmo nível do TED original, só assistindo mesmo. A resenha do evento o define como
"Pensadores brasileiros de várias áreas do conhecimento reunidos em um só lugar para avaliar o papel do nosso país no contexto global. Quais ideias de um país moldado pela diversidade podem ajudar a construir na prática um mundo melhor. Um evento aberto a todos que não querem mais esperar o futuro."
3. Assisti mais um documentário sobre Atlântida: Atlantis - The Evidente (2010, BBC Timewatch). A historiadora Bettany Hughes mostra as similaridades entre os escritos de Platão e as escavações nas ilhas de Santorini e Creta. Disponível nos melhores sites de torret pela internet.
Postar um comentário