Professor por natureza

Ele era professor. E como tal, amava a sua matéria, amava as suas aulas e amava os seus alunos. É certo que vez por outra encontravam-no completamente esgotado, mas o sorriso de realização brilhava em seu rosto cansado com tamanha intensidade que deixava sempre aquela pontada de inveja nos amigos. O problema é que um dia apaixonou-se por uma aluna que decretou incondicionalmente: aulas, a partir daquela data, somente para ela. Debateu, arrazoou, explicou, implorou até, mas sem resultado favorável teve de abandonar sua idolatrada profissão. Hoje, casado, dois filhos, um periquito e em um emprego que não lhe traz a satisfação de outrora, lembra saudoso dos programas que fazia quando era amante profissional.
Postar um comentário