Moreno28 entra na sala...

Ela pegou nas mãos dele. Primeiro, suave e cuidadosamente, roçou os seus dedos por baixo. Depois, como que descobrindo algo novo, ali, em uma mão não tão nova para ele (pois já a conhecia há pelo menos 10 dos seus 30 anos), virou as palmas para cima e com o olhar e o tom da voz analíticos disse:

- A sua mão é macia. É mão de quem não trabalha.

E ele, com a resposta pronta desde que ouvira aquilo pela primeira vez (e com um olhar malicioso que sempre acompanhava a resposta pronta):

- Eu não trabalho com as mãos, mas com outra parte do corpo.

- E com qual parte do corpo você trabalha?

- Com a cabeça, lógico - disse ele, ainda mantendo o tom malicioso.

- É, você tem cara de inteligente. Pena que CDF não faça o meu tipo. Já tentei antes e não deu certo. Duas vezes - e afastando as mãos das mãos, os olhos dos olhos, o coração do coração, levantou-se e concluiu - Mas se você tiver algum amigo menos tímido, pode até ser burro, desde que tenha o bumbum durinho, lembra de mim, ok?

Assim terminou o seu primeiro encontro virtualmente marcado, depois de três semanas entrando no bate-papo da Faculdade, fingindo ser um aluno aplicado, comportado, procurando uma amizade séria ou algo mais. Três semanas desperdiçadas. Hoje ele voltou sozinho para casa. Mas como é um cara esperto que aprende rápido as coisas, agora ele sabe um pouco mais sobre o que fazer e o que não fazer da próxima vez. Procurará outra garota na internet assim que chegar em casa. Pode até usar outro nick mas a sua vontade mais cedo ou mais tarde será saciada. Essa escapou, mas a próxima, ele come!

E saiu assoviando tranquilamente, tentando imaginar como o seu ídolo Hannibal Lecter agiria numa situação como aquela.

_______________________________________________________
Creative CommonsEsta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Postar um comentário