Através do Espelho, de Jostein Gaarder

Se alguns assuntos deixaram de ser tabus, ao menos continuam sendo incômodos para os pais falarem com crianças: sexo, morte, separação, drogas etc. Uma alternativa, se você perceber que não tem jeito pra coisa, seria apelar para material de apoio elaborado especificamente pelos que tem mais tato, seja em filmes, livros ou outras formas didáticas e por que não, lúdicas. Jostein Gaarder é um escritor norueguês que escreve livros infanto-juvenis mesclando filosofia com linguagem de fácil entendimento aos jovens. Dele é o famoso O Mundo de Sofia, cultuado também por adultos. Em Através do Espelho, ele conta a história de Cecília Skotbu, uma menina com câncer terminal, que passa a receber visitas do anjo Ariel, enquanto sua família faz de tudo para animá-la em seu último Natal. As conversas e reflexões de Cecília sobre a vida e a morte são permeadas de pensamentos filosóficos, científicos e religiosos. Dois pontos negativos são: se uma criança doente terminal ler o livro e não ver nenhum anjinho ao seu lado pode pensar que há algo de errado com ela; e a mistura de evolução com criação pode confundir as crianças que já tenham conceitos familiares formados. Uma menção especial para a excelente introdução da lenda dos dois corvos de Odin, Huguin e Munin.

leitura: Maio de 2009
obra: Através do Espelho (I et speil, i en gate), de Jostein Gaarder
tradução: Isa Mara Lando
edição: 1ª, 9ª reimpressão, Cia das Letras (1998), 141 pgs
compare os preços: Buscapé
Regular
Postar um comentário