Top Five 2011: as melhores HQs lidas durante o ano

Meu mea culpa na lista das 5 melhores Revistas em Quadrinhos (HQs) lidas no ano é que não li mais do que 5. Mas consegui terminar duas (Sandman e Scott Pilgrim) e atualizar The Walking Dead. Para 2012, talvez volte a ler Vagabond e pegue alguma mais recente, talvez brasileira ou francesa. Alguma sugestão?


1. The Walking Dead (vols. 31-91), de Robert Kirkman, 2008-2011 - comecei a leitura ano passado e consegui alcançar os lançamentos mensais atuais. Trata-se da HQ mais sádica com os seus personagens que eu já vi. Virar fã da HQ traz a revolta em acompanhar a adaptação da série para a TV na 1ª temporada e o alívio na 2ª, que mesmo trazendo com muita coisa diferente, pegou um rumo legal. Ah, a minha personagem preferida é a Michonne. Adoro mulheres malvadas, melhor ainda se são as mocinhas da história.


2. Sandman (vols. 41-75), de Neil Gaiman, 1994-1998 - Também comecei a ler ano passado e finalizei o último arco este mês. Clássico dos clássicos, que não leu não sabe o que é HQ. Só não achei tudo aquilo que o povo fala ao idolatrar a série. Ainda prefiro Watchmen.


3. Fractal, de Marcela Godoy & Eduardo Ferigato, 2009 - ótima HQ brazuca, com uma ideia boa porém com um final um pouco confuso. Talvez tenha sido intencional, mas que foi uma boa sacada, foi.


4. Scott Pilgrim contra o mundo vol. 3, de Bryan Lee O'malley, 2011 - terminei o último livro da série e cheguei a conclusão que o filme realmente é melhor, assim como aconteceu com o Oldboy. Momentos como estes devemos anotar na agenda, são raros.


5. Fawcett, de André Diniz & Flávio Colin, 2010 - outra HQ brazuca, baseada em uma história real de Indiana Jones passada no Brasil do século XIX. Porém, acho que ficou muito técnica e didática perdendo no quesito arte.
Postar um comentário