House of Cards - 1ª Temporada (Netflix, 2013)

Acabo de terminar a maratona dos 13 episódios da websérie House of Cards (Castelo de Cartas) que até agora para mim é disparada a melhor de 2013. Baseada no livro homônimo de Michael Dobbs, traz Kevin Spacey como protagonista que revela os seus pensamentos não só em palavras mas em olhares ao telespectador, e encarna perfeitamente o papel do político capaz de tudo por vingança e poder. Não só os jogos e maquinações, mas também os diálogos, são inteligentíssimos. Só aí já me conquistou. Mas são tantos detalhes que impressionam na qualidade e na trama que um post só não seria suficiente. Sendo a primeira série produzida pelo canal online Netflix e disponibilizada integralmente dia 1º de fevereiro, vem inovar também. E com a direção de David Fincher, não tem como dar errado. Nos papéis coadjuvantes, a eterna e deliciosa Kate Mara sabe como ser gata. Enfim, uma ótima pedida para os assinantes Netflix, e graças à democrática internet, também para os que não são assinantes, como eu. A 2ª e última temporada já está em gravação, mas deve sair só em 2014. E fico pensando se, por ser uma série online, poderá concorrer aos prêmios com as outras séries de TV.



SINOPSE: Cruel e astuto, o deputado Francis Underwood (Kevin Spacey) e sua esposa Claire (Robin Wright) são capazes de tudo para conquistar os seus objetivos. Em um drama político perverso que penetra o mundo obscuro da ganância, sexo e corrupção na moderna capital norte-americana, Washington DC. Kate Mara (American Horror Story) e Corey Stoll (Meia-Noite em Paris) coestrelam a primeira série original de David Fincher (A Rede) e Beau Willimon (Tudo Pelo Poder).



Postar um comentário