Como pegar a Joia do Dragão, de Cressida Cowell


Por mais que nos esforcemos, por mais forte que seja nossa heroica força de vontade humana (e nós humanos temos tal capacidade, essa capacidade fabulosa de acreditar que o impossível pode acontecer), às vezes nossos braços humanos ridiculamente insignificantes são fracos demais. Às vezes o mundo simplesmente é grande demais para nós, o furacão violento demais, o mar tão imenso que cansa até mesmo o mais bravo dos corações, a força de vontade mais firme.
Às vezes a coisa mais corajosa que um Herói precisa fazer não é combater monstros e enganar a morte e as bruxas. Mas sim enfrentar as consequências de seus próprios atos.
Postar um comentário