Poemada-Cura-Tudo


Tomei tanta chuva que criei barriga d’água
Pra sarar cama mesa e banho quente por três dias
Lambrequei poemada no peito no pé no peito do pé
Indo e vindo por todo corpo todo vindo e indo
Melhorar melhorei sem Melhoral
A cabeça deixou de ficar dura
Leve mente
Vo ou vo ou vo ei!
Caí em mim
Machuquei.
Postar um comentário