Nuestros Monstruos de Todos Los Días

Buenos dias, señora, senta-te, por favor. Perdoa-me el sotaque, ainda estoy me acostumando a la língua portuguesa. La señora me entende bien? Ah, si, bueno, bueno. Dónde yo soy? Soy de uma ciudad chamada Pinar del Río, pertito de Havana, na ilha de Cuba. E si, antes que preguntes, si, si, yo estoy aqui em su país trabalhando para o Programa Más Médicos, del gobierno brasileño. Pero vamos a que nos interessa? Bueno, la parceria entre la escola de su filho e lo centro municipal de la saúde foi lo que possibilitou identificar lo que está impedindo él de ir a la escola . Em primeiro lugar tengo que dizer que além de médico yo tengo uma especialización em psicologia e devido a esto pude identificar lo problema de su filho. Por esto pedi para la señora entrar e deixar lo muchacho na recepção. Era necessário dizer algo a señora sem que él ouvisse. Su filho tem uma fobia, señora, uma fobia de la língua portuguesa.

No, no, señora. Las fobias son miedos ou consequências de um trauma causado no passado inconsciente. Existem aqueles que temem la escuridão, ou la altura, ou los ambientes fechados , ou las multidões , que son las fobias más comuns. Vivemos em uma era de fobias, estresse, presión na formação de la psique de los niños. Pero me deixe dizer o que se sucede a su filho. Él tiene miedo de ir a la escola, principalmente para la aula de la língua portuguesa. Corrija-me se yo estiver equivocado, pero pelo que yo pude ver, él nunca teve acesso antes a la gramática, ortografia, sintaxe e morfologia em casa, ou no? Bueno, bueno, então usted está del acordo comigo que la primeira vez que él viu todo esto estava na escola, no? Pense na cabecita de lo niño, conhecendo um novo mundo, estranho, más difícil que aquele que estava acostumado. A maioria de las personas podem enfrentar la mudança normalmente porque já eston sendo preparados em su casas. La señora e su esposo normalmente leem livros, revistas, jornais? Ah, no? Somente la tevê miesmo. Entiendo, entiendo. E su flho tem acesso a revistas em quadrinhos, literatura infanto-juvenil, palavras-cruzadas? Tambiém no? Enton preciso falar-te que la fobia que aflige su filho vem por culpa de la señora e su esposo, por no ensinarem-lhe la língua portuguesa em casa. Pero, como posso perceber no vocabulário de la señora, há sérias limitações em su família, entonces no há como cobrar mucho de usteds. Afinal, el Brasil és um país muy avançado em alguns pontos, pero em outros deixa a desejar. No, no, señora, no estoy criticando su país, és apenas uma observación pessoal que estoy compartilhando.

Su filho encara la língua portuguesa como um armário cheio de monstros. Cada vez que la puerta se abre él imagina um ser diferente saindo de lá. Para él, los verbos son pequenos seres peludos que saltam e quando se conjugam geram outros seres más peludos ainda. Los substantivos, artigos e adjetivos son exércitos que travam uma sangrenta luta entre si pela conquista de los territórios uns dos otros. Pero veja que interessante, as conjunções, interjeições e preposições son as armas que os exércitos usam para atacar ou se defender dos outros. Percebi que quanto más su filho se aprofunda no estudo de el português piores ficam los seres criados por el. La colocação pronominal, por exemplo, és um caso especial que causa pânico no garoto. La próclise, ênclise e mesóclise son retratadas como três velhas bruxas cegas. Neste ponto, yo admito la semelhança com las moiras, dos gregos, e com las parcas, dos romanos. Ele as vê como seres horrendos, manipuladoras e capazes de fazer extremo mal caso alguém não entenda lo que elas eston dizendo. La mesóclise tornou-se para el um verdadeiro bicho-papão, que lo visita em pesadelos carregando uma grande tesoura, capaz de cortar palavras e vidas. És justamente por esto que ele voltou a fazer xixi em la cama em algumas noites. También és por esto que él dorme durante las aulas. Él fica com tanto miedo que su cérebro simplesmente apaga. E és por esto que él está cada vez más calado, isolado de los outros e del qualquer coisa que tenha palavras. Até mesmo ver algo escrito em la televisão vai assustá-lo. E, sinto em dizer, pero como el problema de su filho no és algo comum, el tratamento tambiém no és.

Cada fobia deve ser tratada gradualmente ou radicalmente. Creo que, por su filho ainda ser novo, um confronto direto no seria la melhor abordagem, por esto la señora e su marido precisam ir poco a poco para no traumatiza-lo. No deem nada para él ler, por enquanto. Pelo los pais terão de começar a serem vistos lendo. E precisarão falar sobre el uso correcto de las palavras, acentuação, gramática, e esto só irão conseguir estudando, mas sem que él los veja. Reduzam o uso de la tevê. Ligar sólo uma ou duas horas al dia já és suficiente. Experimente fazer sopa de letrinhas alguns dias da semana, pero se él rejeitar, interrompa su uso imediatamente. Comprem gibis e espalhem por la casa, super-heróis, preferencialmente, que son quem costumam lutar contra los monstros, no és? Para las aulas voy receitar um calmante leve, deve ser lo suficiente para que él no entre em pânico. Pero, recordem-se que esto és um tratamento a longo prazo e que depende más de la señora e su marido que de lo uso de medicamentos controlados. Consulte com la secretária el retorno para daqui um mês para vermos se el tratamento está funcionando. Agora usted pode sair um momento e pedir para ele entrar? Foi um prazer conocerte, espero su regresso.

Olá, Felipe, tudo bem? Su madre ficou na recepção? Bueno, bueno! Como havíamos acordado antes, ela e su pai começarão el “tratamento” que yo receitei. Durante este mês, seria interessante mostrar uma melhora significativa, pero no total para que no interrompam el tratamento antes de lo prazo. Mostre entusiasmo quando te ensinarem algo, mesmo que você já saiba. Espero te ajudar a realizar su sonho de ver sus padres compartilhando las alegrias de aprender contigo, muchacho. Desejaria yo ter tido esta ideia quando era pequeno em Cuba, com mis queridos padres.

Postar um comentário