Textos Insones 1

Deixe uma frestinha aberta
na janela do seu coração
para que eu entre suave
e refresque a sua alma.

Desarrumo o penteado
das árvores e mesmo assim
elas permanecem garbosas.

Moinhos e gigantes
adoram trabalhar
com ciscos nos olhos
me veem patinar.

***

Postar um comentário