NaNoWriMo 2009

Assim como no ano passado, apostei todas as fichas nos deuses da escrita e me inscrevi no National Novel Writing Month 2009, ou NaNoWriMo 2009. Para aqueles que acham que estou falando grego, eu explico que raios é isto: Basicamente, é um concurso internacional anual onde os participantes se propoem a escrever um livro de 50.000 palavras em um mês, começando exatamente hoje até o dia 31. São 1.667 palavras por dia, chova ou faça sol. Os ganhadores são todos os que conseguirem atingir esta meta, e levam como prêmio, além da satisfação pessoal, um manuscrito de um livro pronto para virar livro.

Ano passado eu consegui, mesmo achando que novembro é o pior mês para o concurso. Mas já percebi que o problema não é o mês em si, pois se o concurso fosse em um mês de férias, como janeiro ou julho, as desculpas apareceriam do mesmo jeito. Só para ter uma ideia, olha a minha agenda para novembro:

Dia 5 - Apresentação da monografia, que preciso preparar antes.
Dia 8 - Prova do ENADE.
Dia 9 - Apresentação de trabalho em sala de aula, que preciso preparar e escrever antes.
Dias 19 à 22 - Feira de Filosofia da Nova Acrópole, que quero ajudar de alguma forma.
Dias 17 à 30 - Provas finais, que preciso estudar antes.

Fora as metas de leitura de livros e contos do Clube de Leitura do Meia Palavra e resenhas dos enviados pela Editora Planeta. Fora os episódios inéditos das séries que sou viciado: House, Dexter, Criminal Minds, Castle, Flashforward, The Mentalist, Bones, V, Californication e Lie to me. E tenho a certeza de que ainda irão aparecer outros tantos compromissos urgentes para acrescentar aí.

Mas não tenho medo, ano passado tava assim e venci. Esse ano hei de vencer. Aqueles que fazem 1000 coisas conseguem fazer 1001, mas quem não faz uma nem tentará fazer duas. Esta é a minha perspectiva, desejem-me sorte.

Para os que quiserem acompanhar a minha labuta durante o mês, instalei o contador de palavras na barra lateral do blog, ou então visitar o meu perfil no site nanowrimo.org. Ah, e se quiserem ver sobre o que estarei escrevendo, leiam o conto que escrevi em 2008, Bodas de Papel, que estou transformando no livro Jamais Direi Eu Te Amo.

1 abraço
Postar um comentário